terça-feira, 23 outubro 2018
Capa » ARTÍSTICA & CULTURAL » 3º Litoral em Dança – Piquete Alma Campeira – Regulamento

3º Litoral em Dança – Piquete Alma Campeira – Regulamento

ld

REGULAMENTO DO 3º LITORAL EM DANÇA

O regulamento na íntegra poderá ser solicitado por e-mail: antonio.branco2011@gmail.com

Capítulo I  –  DAS FINALIDADES

Art. 1º – O 3º Litoral em Dança tem por objetivo preservar, valorizar e divulgar as artes, a tradição e a cultura popular do RS.

Capítulo II  –  DOS PARTICIPANTES

Art. 2° – Participam do 3º Litoral em Dança, entidades filiadas que se propuserem a respeitar o estatuto e os regulamentos do MTG, além de:

  1. ter seus participantes no pleno exercício de seus direitos;
  2. estar regularizadas junto à sua Região.

Art. 3º – São as seguintes categorias:

Mirim – até 13 anos completos;

Juvenil – até 17 anos completos;

Adulta – a partir de 15 anos;

Xiru – a partir dos 30 anos.

Art. 4º – A comprovação das idades será feita com Cartão Tradicionalista.

Capítulo III – DAS INSCRIÇÕES p/e-mail antonio.branco2011@gmail.com

Art. 5º – Inscrições gratuitas até às 18:00 hs de 9/04/2015, o sorteio da ordem de apresentação às 18:15 hs do mesmo dia, c/ divulgação imediata. Com qualquer ficha de inscrição com nome e cartão tradicionalista.

Art. 6º – Os grupos de danças terão no mínimo 5 pares e no máximo 12 pares, c/ exceção de entrada e saída, com até16 pares ou 32 dançarinos.

Capítulo IV  –  DA OPERACIONALIZAÇÃO

Art. 7º – O 3º Litoral em Dança ocorrerá no dia 12 de abril de 2014, no CTG Brigadeiro Raphael Pinto Bandeira. Com início às 8:30 hs.

Art. 8º – Será atribuída uma pontuação para cada colocação, de forma que o somatório de pontos das danças tradicionais e das coreografias de entrada e saída indicará o campeão geral do evento.

Art. 9º – O 3º Litoral em Dança premiará:

  1. a)    Danças tradicionais;
  2. b)    Criação coreográfica para entrada;
  3. c)    Criação coreográfica para saída;
  4. d)    Campeão geral do 3º Litoral em Dança

Capítulo V  –  DAS COMISSÕES

Art. 10º – Comissões de Avaliação e Revisão do 3º Litoral em Dança são responsabilidade do CTG Brig. Raphael Pinto Bandeira e obedecerão aos mesmos critérios e sistemática de avaliação utilizados no ENART.

  • 1º – nas Danças Tradicionais a avaliação será da Comissão do ENART do ano vigente;

Art. 11º – A  comissão será composta por 3 avaliadores e um revisor geral( indicado pelo CTG Brigadeiro Raphael Pinto Bandeira).

  • 1º – será usado o sistema de planilha aberta.

Art. 12º – Nase danças tradicionais não será avaliado o conjunto musical, cujos integrantes deverão estar devidamente pilchados.

Art. 13º – Compete ao Presidente das Comissões Avaliadoras e de Organização, fazer cumprir as determinações deste regulamento.

Capítulo VI – DAS APRESENTAÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Seção I  –  Das Disposições Gerais

Art 14º – A comissão avaliadora atribuirá nota aos participantes, empregando os critérios estabelecidos para cada concurso.

Art 15º – Na avaliação, a comissão analisará o uso correto da indumentária gaúcha, podendo penalizar com até 2 pontos da nota final, o participante ou músico que não esteja adequadamente “pilchado”, de acordo com as “diretrizes” traçadas pelo MTG para cada categoria.

Art 16º – Em caso de empate em qualquer uma das modalidades, os critérios de desempate, por ordem de prioridade são:

  1. a)Danças Tradicionais

1°) – maior nota de correção coreográfica;

2°) – maior nota de interpretação;

3°) – maior nota de harmonia;

  1. b)Entradas e Saídas

1º) – Contexto da apresentação;

2º) – Desenvolvimento Coreográfico;

3º) – Comprometimento com a Tradição e Folclore Gaúchos;

4º) – Coerência com o tema escolhido;

5º) – Proposta Harmônica;

6º) – Criatividade;

7º) – Música.

  • 1º – O empate será constatado no cálculo da nota final, considerados os milésimos (três casas após a vírgula sem arredondamento).
  • 2º – Persistindo empate após todas alternativas, o resultado será definido por sorteio, presentes os envolvidos e o coordenador da 6ª RT.

Art. 17º – A ordem de apresentação das categorias se dará por sorteio.

Seção II  –  Das Danças Tradicionais

Art. 18º – Os grupos de danças terão no mín. 5  e no máx. de 12 pares.

  • 1º – São permitidos revezamentos, respeitado o “caput”do artigo.
  • 2º – O nº de dançarinos nas entradas/saídas é de no máx. 36 sem mín.

Art. 19º – Os grupos deverão apresentar 3 danças de livre escolha.

  • 1º – as danças estarão de acordo com os textos e obras editados pelo MTG e as coreografias deverão estar de acordo com o livro Danças Tradicionais Gauchas – 3ª ed.

Art. 20º – Os grupos de dança terão 20 min. para sua apresentação, incluindo entrada/saída(apenas uma) , contados a partir da liberação do microfone, perdendo 1 ponto por minuto ou fração que exceder (na nota final).

  • 1º – Se o grupo optar pelas danças do Pau de Fitas, Meia Canha, Roseira, Anú e Tirana do Lenço, o tempo  será elevado para 25 minutos
  • 2º – Os musicais terão 5 minutos para equalização do som, contados a partir da liberação do palco e  anunciado pelo mestre de cerimônia. Passados os 5 minutos, iniciará a contagem dos 20 ou 25 min.

Art. 21º – Na avaliação serão observados os seguintes quesitos:

I – Grupo de Danças:

  1. a)    Correção Coreográfica  3 pontos
  2. b)    Harmonia de Conjunto   2 pontos
  3. c)    Interpretação Artística    4 pontos
  4. d)    Música                             1 ponto  ( integral)

Art. 22º – Será desclassificado o grupo que:

  1. a)    Manusear armas de fogo ou armas brancas nas coreografias, exceto na execução de danças folclóricas reconhecidas pelo MTG.
  2. b)    Criar coreografias de protesto ou contrárias à Carta de Princípios.
  3. c)    Usar de má fé na apresentação da documentação dos integrantes.

Capítulo VII  –  DOS PRÊMIOS

Art. 23º – O 3º Litoral em Dança concederá colaboração financeira em dinheiro, aos seguintes classificados:

ADULTA
1º  lugar   –  R$  500,00
2º  lugar   –  R$  400,00
3º  lugar   –  R$  300,00

JUVENIL
1º  lugar   –  R$  400,00
2º  lugar   –  R$  300,00
3º  lugar   –  R$  200,00

MIRIM E XIRÚ
1º  lugar   –  R$  300,00
2º  lugar   –  R$  200,00
3º  lugar   –  R$  150,00

Art. 24º – Os 5 primeiros classificados nas danças tradicionais receberão troféus.

Art. 25º – Receberão troféus os 3 primeiros classificados com melhor entrada/saída em cada categoria. Entretanto cada grupo deverá apresentar apenas entrada ou saída.

Art. 26º – Será premiada a instituição com mais pontos somadas todas categorias, como segue:

I – Danças Tradicionais ( de 1º a 10º por cada categoria ):

1º – 100 pontos + troféu de 1º lugar

2º – 80 pontos   + troféu de 2º lugar

3º – 60 pontos   + troféu de 3º lugar

4º – 50 pontos   + troféu de 4º lugar

5º – 40 pontos   + troféu de 5º lugar

6º – 30 pontos

7º – 25 pontos

8º – 20 pontos

9º – 15 pontos

10 º – 10 pontos

II – Entrada/Saída ( de 1º a 5º por modalidade e por categoria ):

1º – 30 pontos + troféu de 1º lugar

2º – 20 pontos + troféu de 2º lugar

3º – 15 pontos  + troféu de 3º lugar

4º – 10 pontos

5º – 5 pontos

Art. 27º – Os prêmios só serão entregues se forem satisfeitas as normas deste Regulamento e ao representante devidamente pilchado.

Capítulo VIII  –  DAS PENALIDADES

Art. 28º –  As entidades serão responsáveis pelos atos praticados por suas patronagens e associados no 3º Litoral em Dança, estando sujeitas às penalidades previstas.

  • 1º – se houver brigas ou agressões verbais as entidades envolvidas serão desclassificadas em todas categorias.

Art. 29º – As entidades que se inscreverem e não comparecerem ao evento, não poderão se inscrever no evento no ano seguinte.

Art. 30º – Serão desclassificadas do 3º Litoral em Dança e não terão direito a inscrição no próximo ano as entidades que comprovadamente, usarem de má fé, ou tentarem ludibriar o regulamento vigente.

Art. 31º – É de responsabilidade da Comissão Organizadora do 3º Litoral em Dança, avaliar, julgar e punir, se necessário, os casos omissos a este regulamento.

Capítulo IX  –  DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 32º – As planilhas estarão disponíveis para visualização apenas ao instrutor, patrão e/ou coordenador do grupo. As mesmas poderão ser retiradas no final do evento.

Art. 33º – As decisões da comissão Avaliadora são irrecorríveis.

OBS: O CONCURSO TEM INÍCIO ÀS 8:30 HS, COM A CATEGORIA MIRIM, NA SEQUENCIA XIRU, JUVENIL E ADULTA, COM INTERVALO DE 1 HORA PARA ALMOÇO.

Fonte: Identidade Campeira

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

7º Rodeio Artístico CTG Paixão Cortes

O CTG Paixão Cortes vem convidar a todos para prestigiarem e participarem do 7º Rodeio ...