Capa » PROSEANDO » A Importância dos Departamentos nas Entidades Tradicionalistas

A Importância dos Departamentos nas Entidades Tradicionalistas

DEPARTAMENTO CULTURAL

Todas as atividades culturais do CTG serão planejadas e coordenadas por este departamento. É obrigatório seu funcionamento nas atividades de participação Plena e Parcial. O responsável pode ser um professor, um escritor ou outra pessoa que tenha afinidade com a cultura. Caberá a ele programar atividades como hora do conto, concursos de redação e poesia, cursos, a programação cultural da Semana Farroupilha e a Semana do Folclore. Palestras comemorativas as datas tradicionalistas, aniversário do município, Semana da Pátria e outras. Concursos de prendas e peões, participação de prendas e peões nos eventos, organizar e realizar encontros, seminários, projetos, estudos sobre o tradicionalismo. O Departamento Cultural tem a responsabilidade de proporcionar o fortalecimento da nossa cultura gaúcha.

DEPARTAMENTO CAMPEIRO

É o segmento que coordena toda a campeira, também de funcionamento obrigatório para as entidades de Participação Plena. Qualquer CTG se esforça para ter uma fração campeira, para as representações em cavalgadas oficiais, passeios e desfiles. Especialmente o desfile do dia “20 de Setembro”, quando todo CTG quer e deve marcar presença com seus cavaleiros. Uma campeira bem organizada oferece condições de representar a entidade até em outras Regiões Tradicionalistas, com chances de participação na FECARS – Festa Campeira do Rio Grande do Sul.

O Capataz da Campeira deve ser alguém conhecedor da lida, instruindo com zelo e cuidado com os animais. Deve ser um entusiasmado e incentivador dos demais associados, quanto ao interesse pelas lides campeiras.

Se o CTG realizar um rodeio ou uma cavalgada, o posteiro deve primar para que as atividades sigam os regulamentos e normas oficiais, pois quando houver algum problema sério, contará com o apoio do MTG.

DEPARTAMENTO ARTÍSTICO

Também é obrigatório seu funcionamento nas entidades de Participação Plena. Serão vinculadas a este departamento todas as manifestações artísticas do CTG. Instrumentistas, cantor, declamador, pajador, chuleador e os grupos de danças em suas características: Infantil, Mirim, Juvenil, Adulta, Veterano e Xiru.

Esta função deve ser exercida por alguém com experiência na área. Se for do meio artístico melhor ainda. Além de coordenar as atividades, caberá ao responsável programar cursos artísticos (danças tradicionais, danças gaúchas de salão, instrumentos musicais, ainda orientação sobre declamação, trova galponeira, etc). Programar ensaios semanais com todos os artistas respeitando junto a patronagem a participação em rodeios externos, com incentivo aos integrantes dos grupos.

DEPARTAMENTO DE ESPORTES

O encarregado deste departamento deve promover torneios internos e externos, pois irá movimentar o CTG, proporcionando ao associado um lazer saudável. Pode selecionar uma equipe de cada modalidade para concorrer em eventos, até mesmo na FECARS – Festa Campeira do Rio Grande do Sul. É importante a participação dos casais e jovens nos esportes tradicionalistas.

Na sequência, o jogo do truco, bocha e da tava, são os mais apreciados pelos tradicionalistas. Através da parte esportiva, as entidades promovem uma grande integração entre si.

DEPARTAMENTO DE EVENTOS

Segmento importante na realização de todas as promoções da entidade. Qualquer realização dos demais departamentos dependerá da ação deste, através do apoio administrativo, logístico e humano.

Deverá atuar juntamente com o Departamento Social.

O responsável precisa manter uma boa equipe de trabalho para poder assegurar o apoio necessário em todos os eventos. A ala jovem e os casais poderão ser mobilizados para as diversas tarefas. Cabe ainda ao responsável, a responsabilidade de elaboração do Cerimonial e Protocolo das solenidades. O Agregado da Falas ficará subordinado a este departamento.

DEPARTAMENTO DE DIVULGAÇÃO

Compete a este departamento, dar conhecimento das atividades aos associados, aos co-irmãos, órgãos de imprensa, autoridades e público em geral. A divulgação pode ser através da internet, panfletos, informativos, correspondências via correio postal eletrônico, notas para emissoras de rádio, televisão, jornais e ainda o Departamento de Divulgação da Região Tradicionalista.

DEPARTAMENTO SOCIAL

É um departamento que atuará sempre em conjunto com o Departamento de Eventos. Pode ser a ala feminina da entidade. As senhoras e prendas formarão este grupo de trabalho encarregado das atividades sociais como: bailes, fandangos, homenagens, aniversários, etc.

DEPARTAMENTO JOVEM

É o núcleo representado pela ala jovem do CTG, deve ter uma boa coordenação de modo a incentivar Prendas e Peões a participar das atividades. Esta função pode ser desempenhada de preferência por alguém que já teve algum título. Os jovens é que deverão escolher seu Posteiro, com a aprovação da patronagem. O dirigente, automaticamente fará parte do Núcleo Jovem da sua Região Tradicionalista e terá missão de liderar a participação Prendas e Peões num grupo ciente as suas responsabilidades e importância como apoio natural das atividades do CTG. As prendas com faixas e peões com crachás, desempenham papel importante na entidade. A atuação deles será na área cultural, social e automaticamente formarão a base como incentivadores do Núcleo Jovem que todo CTG deve ter. A 1ª Prenda e o Peão Farroupilha devem participar das reuniões de Patronagem, com direito a sugestões e discussões dos assuntos da entidade.

Fonte: Ser Patrão e Administração de CTG – MTG/RS.

Sobre Déia Souza

Déia Souza
Professora Municipal, formada em Pedagogia e pós-graduada em Educação Especial. Foi diretora das escolas municipais: Menino Jesus CAIC e Ginásio São Gabriel. Foi Chinoca Farroupilha do CTG Sinuelo do Pago e 1ª Prenda do Grupo Chilenas de Prata. Foi Diretora Cultural do CTG Tarumã, da CTM e da 18ª RT. Integrante do Grupo de Artes Folclóricas Os Chirús e atual Patroa do CTG Tarumã.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Feliz Ano Novo …

Foi muito bom!!! Muito Bom mesmo, contar sempre com a tua amizade, durante o ano ...