Capa » PROSEANDO » Assim se foi mais uma Semana Farroupilha…

Assim se foi mais uma Semana Farroupilha…

Bom dia Gaúchos e Gaúchas. Peço licença, com a permissão de nosso Patrão Celestial, para mais uma prosa semanal. Onde buscamos a cada semana enaltecer e cultuar o que de melhor existe neste pago santo.

O Proseando com Ratinho Chaves desta semana, trás o que aconteceu em nossa Semana Farroupilha, aqui na Terra dos Marechais, onde os gaúchos deste chão sulino reverenciaram as tradições do nosso Rio Grande do Sul.

Presenciamos na Semana Farroupilha a dança, o canto, a tradição, a indumentária, o fortalecimento da farroupilha identidade. Vimos um povo nobre que preserva sua cultura, com liberdade, igualdade e humanidade!

Crianças, jovens, adultos, enfim, qualquer gaúcho, independente de idade, com alma guerreira, herança guapa das origens, gaúcho que guarda altiva este cenário de grandezas, num ideal de sempre honrar nossa bandeira, com o compromisso de exaltar nossas riquezas!

Assim se foi mais uma Semana farroupilha…

DESFILE DE 20 SETEMBRO “acontece” ou “não acontece”… Dias antes de iniciarmos a maior festa cultural do Sul do Brasil, os Gaúchos, Entidades Tradicionalistas e a Comunidade Gabrielense não tinham a certeza da realização do DESFILE DE 20 DE SETEMBRO, pois o tema “Mormo”, já abordado anteriormente, era o entrave da sua realização, mas com uma decisão acertada do Ministério Público Estadual, a CTM e o Executivo confirmaram sua realização dentro das exigências da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária do RS, de forma acertada, permitindo que cada peão e prenda, que desfilam no 20 de setembro, possam homenagear a nossa Revolução Farroupilha.

ABERTURA DOS FESTEJOS FARROUPILHA…. Com a aproximação do dia 10 de setembro, o coração de cada gaúcho pulsava mais forte, a emoção começava a ecoar dentro do peito de cada Gabrielense, pois se aproximava o início de mais uma Semana Farroupilha, onde todos os destinos levariam ao Parque Rincão das Carretas, e o que vimos? A chegada da Chama Crioula, com sua grandeza e importância, conduzida por cavalarianos que percorreram 200km a patas de cavalo, conduzindo-a para nossos Festejos. Mas por irresponsabilidade, incompetência, falta de tempo,… maldade, seja de quem for, tivemos o início dos Festejos Farroupilha iluminado somente com a luz da nossa Chama Crioula, pois o transformador de energia elétrica que iria abastecer e alimentar o Parque das Carretas tinha começado a ser instalado apenas próximo ao horário de início dos festejos, mas o brilho jamais seria ofuscado por esse desmando.

AUSÊNCIA DO CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL… Nos últimos anos, foi à primeira vez, que um Chefe de Executivo Municipal da Terra dos Marechais deixou de prestigiar e participar da Abertura dos Festejos Farroupilha em São Gabriel. Por motivo de compromisso agendado anteriormente. Mas os gaúchos supriram sua ausência, com o brilho e a presença dos tradicionalistas da Terra dos Marechais, pessoas essas que fizeram, fazem e vão continuar fazendo a nossa Semana Farroupilha, pois está no sangue de cada gaúcho, o amor pela nossa Cultura Gaúcha.

TEODORICO DORNELES FERNANDES… O homenageado da Coordenadoria Tradicionalista Municipal nos Festejos Farroupilha de São Gabriel, pessoa simples, honesta, responsável e dedicada, que ensinou muitos jovens, gaúchos e gaúchas, de como devem cultuar as tradições deste pago sulino. TEODORICO, uma grande e merecida homenagem, pois todos são sabedores dos relevantes serviços que prestou e presta a nossa tradição gaúcha.

MENNATCHÊ… Mais um Mennatchê foi realizado no Instituto Estadual de Educação Menna Barreto, e em grande estilo, pois tem por objetivo principal realizar uma Semana Farroupilha dentro de um estabelecimento de ensino, pois foi ali dentro de uma escola, que surgiu o nosso Movimento Tradicionalista. Importante iniciativa, que deveria ser seguida por todas as escolas, pois assim estaríamos fazendo nossa parte e quem sabe salvando muitas crianças e jovens dos males que estão em nosso dia a dia, nessa sociedade atual, tão castigada e insegura.

RECULUTA MUNICIPAL… vigésima nona edição, são 29 anos, de um verdadeiro Enart, Ciranda de Prendas e Peões e Fecars misturados em um só evento, onde presenciamos crianças, jovens, adultos e xirús, participando com amor a cultura gaúcha, disputas acirradas em prol de fazer o melhor, de mostrar ao público como é bom ser gaúcho. Provas artísticas, esportivas e campeiras movimentaram o Parque Rincão das Carretas. Público empolgado, vibrando e aplaudindo cada concorrente, pois tinham a certeza que estavam ali no palco da Reculuta fazendo o seu melhor e cultuando as tradições gaúchas.

RESULTADOS… Neste ano de 2015, a Coordenadoria Tradicionalista Municipal, organizadora dos Festejos Farroupilhas na Terra dos Marechais, consequentemente da Reculuta Municipal, optou em não mais divulgar os resultados no mesmo dia da prova, para poder somar e revisar as planilhas. Mas, os concorrentes, em sua grande maioria, gostariam de saber naquele momento da competição. No mesmo dia, ingredientes como adrenalina e expectativa deixava o público ansioso em saber quem teria sido o melhor. Mas não adiantou, somente após mais de 24 horas se saberia o resultado e muitas vezes o concorrente nem ali estava. A CTM poderia rever para 2016 essa determinação sobre os resultados.

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS A IMPRENSA… A imprensa, um meio atualmente indisponível para a grandeza de qualquer evento, tinha que copiar os resultados, onde deixamos a sugestão a nossa CTM para que em 2016, na XXX Reculuta Municipal, entregue sempre no ato da divulgação dos resultados uma cópia a cada meio de comunicação presente ao evento, pois sabemos que muitos gabrielenses não podem se dirigir ao Parque das Carretas e tem nos meios de comunicação a sua fonte de informação sobre os acontecimentos que lá estão sendo realizado, o que com certeza facilitaria a divulgação pelos órgãos de imprensa.

DESCONTENTAMENTOS… Seja onde for, seja qual for à competição, esportiva, política, e por que não tradicionalista, sempre haverá pessoas descontentes. Mas o descontentamento, às vezes, é pela emoção do coração, pela emoção de ver um (a) filho (a), amigo (a), time do coração, partido político,… vencer a disputa. Mas, quando dúvidas surgem, não por parte da competência da organização do evento, talvez, mas de “possível” favorecimento de avaliador a determinado “amigo” concorrente, deixa nós com coração partido. E a pergunta não nos faz calar. Será que existe essa manobra nos dias atuais? E vem outra pergunta.Por que da troca de dois avaliadores na antevéspera da competição? E perguntas voltam a surgir e como Pais não podem deixar de analisar mais profundamente cada uma? Por que não foi Comissão do MTG onde todos os concorrentes são filiados ao órgão máximo? Perder, temos o dever como Pai ensinar ao filho, primeiro competir e ir sempre em busca do seu melhor. Vencer é consequência do trabalho apresentado. Mas perder onde sabemos que dentro do tablado não o foi, dói, dói muito, marca, machuca, dói ver um filho chorar e perguntar? PAI porque o jurado fez isso com nós? Por que nos tiraram o que conquistamos dançando? Por que dormimos em uma posição e acordamos em outra? Somos humanos, corre sangue em nossas veias e então vem à indignação. Acontecimento surge, e as dúvidas ainda mais. Enfim, chegamos a uma conclusão: Será que em algumas competições, vence o melhor? Será que o vencedor foi o do dentro de um tablado? Será que, não sei se pessoa que faz isso, podemos chamar de humana, consegue dormir tranquila, pois não sacaneou um adulto, mas sim um inocente? Mas temos a certeza que nosso Patrão Celestial não dorme e está presenciando tudo o que aqui acontece.

ATRASO NO HORÁRIO… Um das maiores reclamações do público presente aos Festejos Farroupilha foi à questão dos atrasos no início de cada prova da Reculuta, pois muitas vezes mais de hora de atraso se levou para iniciar uma determinada prova, vindo consequentemente a atrasar os Shows, e se prolongando até o inicio da madrugada, sendo que no dia seguinte era dia útil e nossos afazeres profissionais tinham que ser cumpridos. Fica a sugestão para 2016 termos mais rigor também no início das provas.

SHOWS… Uma grande nata do nativismo, regionalismo e da cultura gaúcha pisou no palco dos Festejos Farroupilha em São Gabriel, levando ao final de cada noite a alegria e a boa música aos gaúchos e comunidade presente ao Parque Rincão das Carretas, onde o que de melhor existe na nossa música era cantada por cada um dos artistas que subiram no palco da nossa Semana Farroupilha, e ao final de cada noite um animado fandango para encerrar com chave de ouro.

MÉRITO TRADICIONALISTA… O Poder Legislativo Gabrielense entregou no dia 17 de setembro a MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO TRADICIONALISTA a quatro tradicionalistas que muito fizeram e fazem pelas tradições de nosso Rio Grande do Sul. Uma Sessão Solene foi realizada para agraciar Ariomar Silva Godinho, Ezequiel Lima, Dari Bergamo e Italmir Maldonado Chaves (in memorian), pelos seus relevantes serviços prestados ao nosso tradicionalismo. A emoção, para nós familiares de nosso saudoso Pai Italmir Chaves, o Milinho, como para os demais agraciados presentes, tomou conta, pois são pessoas que muito contribuíram e nos ensinaram como é bom ser gaúcho.

Assim se foi mais um dos Festejos Farroupilhas na nossa São Gabriel, com altos e baixos, mas com a certeza que os erros serão revistos, os acertos mantidos e que em 2016, quando da realização da XXX Reculuta Municipal, a Coordenadoria Tradicionalista Municipal repense, principalmente na Avaliação dos Grupos de Danças Tradicionais e reculute junto ao nosso órgão maior, o Movimento Tradicionalista Gaúcho, os avaliadores, para que as dúvidas surgidas não magoem o coração de um pequenino, pois podemos com ações como essas frustrar uma criança e até mesmo afastá-la de nosso Movimento Tradicionalista Gaúcho.

Enquanto tivermos uma criança envolvida em nosso Movimento Tradicionalista temos a certeza que está amparada de bons costumes, livre dos males que estão em nossa sociedade, pois ainda é um movimento sadio e respeitoso.

Mas, temos que estar atento a tudo e a todos, pois muitas vezes não só os males da sociedade atual é a insegurança para com nosso filho, pois imagens e acontecimentos às vezes realizados no avaliar de um concurso, podem machucar tanto quanto os ilícitos do nosso dia a dia, pois mancham e machucam o interior de uma criança.

Muito Obrigado a todos por ter nos acompanhado em mais uma Prosa Semanal no PROSEANDO COM RATINHO CHAVES, pois com a permissão de nosso Patrão Maior conversamos com cada um de vocês e se o Patrão Celestial permitir estaremos novamente juntos na próxima segunda-feira, trazendo o que de melhor existe em nossa Cultura Gaúcha.

“Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”.

Sobre Leandro Chaves

Leandro Chaves
Professor e Tradicionalista. Filho de Italmir Maldonado Chaves (in memoriam) e Ana Maria Castro Chaves. Exerceu diversas funções em Entidades Tradicionalistas de São Gabriel; foi Sota-Capataz e Tesoureiro da 18ª Região Tradicionalista. Atualmente integra o Departamento Social do CTG Tarumã. É o idealizador do Mennatchê, um evento tradicionalista realizado no mês de Setembro, dentro de uma Escola Pública, que tem como objetivo cultuar as tradições do RS.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Feliz Ano Novo …

Foi muito bom!!! Muito Bom mesmo, contar sempre com a tua amizade, durante o ano ...