quinta-feira, 21 setembro 2017
Capa » FESTIVAIS » Carta Aberta da Comissão Julgadora da 35ª Gauderiada da Canção Gaúcha de Rosário do Sul/RS

Carta Aberta da Comissão Julgadora da 35ª Gauderiada da Canção Gaúcha de Rosário do Sul/RS

Caros compositores gaúchos!

Através desta carta aberta, agradecemos a cada um de vocês que enviou com carinho alguma composição para a triagem da Gauderiada da Canção de Rosário do Sul, festival que se realizará em Janeiro de 2017.

Não é usual uma comissão julgadora de festival manifestar-se abertamente desta forma, mas nossa atitude se tornou necessária diante da repercussão de algumas manifestações infelizes, desrespeitosas, e irresponsáveis com relação aos nossos nomes, nossas condutas pessoais e profissionais, e ainda, com relação a um festival tão importante como a Gauderiada.

Posto que o tempo, senhor da vida, se encarrega de trazer a todos nós as respostas pra tudo, gostaríamos de estender o convite a todos para que marquem presença na Gauderiada do ano que está por chegar.

O resultado da triagem é apenas consequência de um ideal musical em comum entre os jurados desta edição, e não é surpresa nenhuma que dentre as lindas composições que ouvimos, fossem elas intimistas, universais, regionais (não deixam de ser lindas), tivéssemos escolhido as mais de acordo com o rumo que seguimos e que gostaríamos de apontar aos mais novos, obedecendo sempre os critérios de qualidade poético e musical dos trabalhos.

Somos Zeca Alves, Joca Martins, André Teixeira, Juliana Spanevello e Fernando Saccol, amigos de muitos de vocês, e respeitamos a opinião de todos. Acreditamos que mesmo pesquisando a fundo, jamais os senhores encontrarão mágoas disseminadas por nós a respeito do resultado de qualquer triagem que tenha sido feita pelos colegas, isso porque na música cada um faz aquilo que acredita ser parte de suas verdades.

Para os que não conhecem o procedimento da triagem da Gauderiada, nos cabe esclarecer que ela é feita através de um sistema on line, que organiza todas as músicas por ordem alfabética, sem demonstrar nomes dos compositores. A cada música ouvida, cada jurado tinha acesso a letra da composição, e individualmente em seu computador, inseria uma nota. Do somatório de notas, a comissão organizadora nos apresentou um relatório com as 30 músicas com maior pontuação. E em seguida, foram listados os compositores para que pudéssemos examinar algum conflito de compositores, já que o regulamento do festival permite duas composições por autor. Após examinados estes critérios, as 14 músicas mais pontuadas, foram as classificadas para se apresentar no Festival. O mesmo ocorreu com a fase local. Todo o processo foi acompanhado por membros da comissão organizadora do festival.

Que o tempo amadureça aqueles que embora maduros na idade ainda não tem a capacidade de respeitar as diferenças e de assimilar que se há espaço pra todos nesse movimento, não será uma triagem que irá lhes tirar esse espaço.

Que no mínimo, dediquem respeito a uma comunidade inteira que em tempos tão difíceis, mesmo com muita dificuldade, está trabalhando voluntariamente para realizar a 35ª edição de um festival ininterruptamente.

Ainda somos os mesmos, tantas vezes parceiros de palcos, parceiros de júri, parceiros de mate, parceiros de churrasco, parceiros que sempre se abraçaram diante das dificuldades de algum colega, parceiros que seguem trabalhando, e muito, para superar esses tempos de incerteza e dificuldades em todos os âmbitos, especialmente na nossa área cultural.

Estaremos lhes esperando em Rosário do Sul, para que unidos possamos fazer a diferença; dos amigos esperamos um abraço sincero, dos demais esperamos apenas o respeito, já que respeitamos a todos da mesma forma.

Ademais era isso! Vida longa aos festivais, vida longa a Gauderiada, um Feliz Natal a todos!

André Teixeira

Fernando Saccol

Joca Martins

Juliana Spanevello

Zeca Alves

Fonte: Facebook de André Teixeira.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Oito baixos: o princípio de tudo

O novo CD do músico gabrielense Edilberto Bérgamo “Oito Baixos de Botão” é um resgate ao ...