Capa » PROSEANDO » Datas do ENART 2016, acendimento da Chama Crioula e nota sobre Indumentária 2016

Datas do ENART 2016, acendimento da Chama Crioula e nota sobre Indumentária 2016

Buenas!!! Estamos mais uma vez pedindo licença para juntos prosear com o Ratinho Chaves, onde a cada semana podemos aqui estar levando o que de melhor existe em nossa cultura gaúcha.

Nesta semana vamos divulgar as datas das inter-regionais do Enart 2016, definidas conforme regulamento e disponibilizadas pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho, MTG RS.

Na sequencia vamos trazer o informativo do Acendimento da Chama Crioula deste ano de 2016 e por fim a ultima normativa do Movimento tradicionalista Gaúcho sobre a Indumentária Gaúcha para 2016.

INTER-REGIONAIS 2016 DO ENART

imagem 1

 

ACENDIMENTO DA CHAMA CRIOULA

imagem 2

NOTA SOBRE A INDUMENTÁRIA GAÚCHA 2016

LogoMTG50anos

NOTA DE INSTRUÇÃO 03/16

Dispõe sobre procedimentos e orienta a avaliação no quesito “indumentária” para o ano de 2016 e até edição de nova orientação.

  1. DOS OBJETIVOS
  2. Esclarecer as entidades filiadas a respeito de procedimentos quando tratar de indumentária para os tradicionalistas que participam de atividades competitivas, especialmente do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha – ENART;
  3. Orienta a forma de avaliação dos grupos de dança, no quesito Indumentária, durante o ano de 2016 e até a edição de novas orientações ou edição de nova Diretriz relativa ao tema.
  1. DA ABRANGÊNCIA
  2. ENART 2016, em todas as suas fases em que haja a avaliação de Indumentária.
  3. Rodeios e festivais em que haja avaliação de indumentária, para as categorias Mirim, Juvenil adulto, veterano e xirú.
  4. Ciranda Cultural de Prendas e Entrevero Cultural de Peões em todas as suas fases.
  1. DA DELIBERAÇÃO
  2. a) Os grupos de dança deverão utilizar, exclusivamente, como fonte de pesquisa para Traje Histórico, o livro de Indumentária do MTG publicado no ano de 2005, atentando para as orientações da NI 04/15.
  3. b) Para os grupos que optarem em utilizar o traje atual, deverão seguir as Diretrizes para a Pilcha Gaúcha do Movimento Tradicionalista Gaúcho em vigor.
  4. c) Destaca-se que para os grupos de Danças Tradicionais Mirim e Juvenil poderão ser utilizadas somente o traje atual, sendo vedado a utilização de traje histórico.
  5. d) Ressalta-se que, em todos os trajes, a prenda deverá representar a mesma época e classe social do peão.
  6. e) Para os participantes da Ciranda Cultural de Prendas e Entrevero Cultural de Peões é vedado o uso de Traje Histórico, sendo permitido exclusivamente a utilização do Traje Atual, descrito nas Diretrizes para a Pilcha Gaúcha do Movimento Tradicionalista Gaúcho em vigor.

Porto Alegre, 20 de fevereiro de 2016.

Assim encerramos mais uma prosa semanal, onde temos a certeza que estamos trazendo as informações que somam para o dia-a-dia de nossos gaúchos, tanto como informação, como divulgação do que esta acontecendo em nosso Movimento Tradicionalista Gaúcho.

“Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”.

Sobre Leandro Chaves

Leandro Chaves
Professor e Tradicionalista. Filho de Italmir Maldonado Chaves (in memoriam) e Ana Maria Castro Chaves. Exerceu diversas funções em Entidades Tradicionalistas de São Gabriel; foi Sota-Capataz e Tesoureiro da 18ª Região Tradicionalista. Atualmente integra o Departamento Social do CTG Tarumã. É o idealizador do Mennatchê, um evento tradicionalista realizado no mês de Setembro, dentro de uma Escola Pública, que tem como objetivo cultuar as tradições do RS.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

2° Entrevero Artístico do CTG Dênio Flores

O Centro de Tradições Gaúchas Dênio Flores promove seu 2° Entrevero Artístico e tem a ...