Capa » PROSEANDO » Datas do ENART 2016, acendimento da Chama Crioula e nota sobre Indumentária 2016

Datas do ENART 2016, acendimento da Chama Crioula e nota sobre Indumentária 2016

Buenas!!! Estamos mais uma vez pedindo licença para juntos prosear com o Ratinho Chaves, onde a cada semana podemos aqui estar levando o que de melhor existe em nossa cultura gaúcha.

Nesta semana vamos divulgar as datas das inter-regionais do Enart 2016, definidas conforme regulamento e disponibilizadas pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho, MTG RS.

Na sequencia vamos trazer o informativo do Acendimento da Chama Crioula deste ano de 2016 e por fim a ultima normativa do Movimento tradicionalista Gaúcho sobre a Indumentária Gaúcha para 2016.

INTER-REGIONAIS 2016 DO ENART

imagem 1

 

ACENDIMENTO DA CHAMA CRIOULA

imagem 2

NOTA SOBRE A INDUMENTÁRIA GAÚCHA 2016

LogoMTG50anos

NOTA DE INSTRUÇÃO 03/16

Dispõe sobre procedimentos e orienta a avaliação no quesito “indumentária” para o ano de 2016 e até edição de nova orientação.

  1. DOS OBJETIVOS
  2. Esclarecer as entidades filiadas a respeito de procedimentos quando tratar de indumentária para os tradicionalistas que participam de atividades competitivas, especialmente do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha – ENART;
  3. Orienta a forma de avaliação dos grupos de dança, no quesito Indumentária, durante o ano de 2016 e até a edição de novas orientações ou edição de nova Diretriz relativa ao tema.
  1. DA ABRANGÊNCIA
  2. ENART 2016, em todas as suas fases em que haja a avaliação de Indumentária.
  3. Rodeios e festivais em que haja avaliação de indumentária, para as categorias Mirim, Juvenil adulto, veterano e xirú.
  4. Ciranda Cultural de Prendas e Entrevero Cultural de Peões em todas as suas fases.
  1. DA DELIBERAÇÃO
  2. a) Os grupos de dança deverão utilizar, exclusivamente, como fonte de pesquisa para Traje Histórico, o livro de Indumentária do MTG publicado no ano de 2005, atentando para as orientações da NI 04/15.
  3. b) Para os grupos que optarem em utilizar o traje atual, deverão seguir as Diretrizes para a Pilcha Gaúcha do Movimento Tradicionalista Gaúcho em vigor.
  4. c) Destaca-se que para os grupos de Danças Tradicionais Mirim e Juvenil poderão ser utilizadas somente o traje atual, sendo vedado a utilização de traje histórico.
  5. d) Ressalta-se que, em todos os trajes, a prenda deverá representar a mesma época e classe social do peão.
  6. e) Para os participantes da Ciranda Cultural de Prendas e Entrevero Cultural de Peões é vedado o uso de Traje Histórico, sendo permitido exclusivamente a utilização do Traje Atual, descrito nas Diretrizes para a Pilcha Gaúcha do Movimento Tradicionalista Gaúcho em vigor.

Porto Alegre, 20 de fevereiro de 2016.

Assim encerramos mais uma prosa semanal, onde temos a certeza que estamos trazendo as informações que somam para o dia-a-dia de nossos gaúchos, tanto como informação, como divulgação do que esta acontecendo em nosso Movimento Tradicionalista Gaúcho.

“Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”.

Sobre Leandro Chaves

Leandro Chaves
Professor e Tradicionalista. Filho de Italmir Maldonado Chaves (in memoriam) e Ana Maria Castro Chaves. Exerceu diversas funções em Entidades Tradicionalistas de São Gabriel; foi Sota-Capataz e Tesoureiro da 18ª Região Tradicionalista. Atualmente integra o Departamento Social do CTG Tarumã. É o idealizador do Mennatchê, um evento tradicionalista realizado no mês de Setembro, dentro de uma Escola Pública, que tem como objetivo cultuar as tradições do RS.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Apresentação temática da Semana Farroupilha está confirmada para próxima segunda

Mesmo diante de todos os entraves e dificuldades financeiras que colocaram em risco a realização ...