quinta-feira, 20 setembro 2018
Capa » PROSEANDO » ENART 2015: Por que da pouca participação da 18ª Região Tradicionalista?

ENART 2015: Por que da pouca participação da 18ª Região Tradicionalista?

Estamos pedindo licença mais uma vez a ti gaúcho para estar aqui proseando, nesta prosa gaúcha e campeira, trazendo sempre o que de melhor está acontecendo em nosso Movimento Tradicionalista.

Obrigado meu Pai Celestial por me permitir este convívio semanal com cada um de vocês, e nesta semana vamos trazer um pouco sobre o ENART 2015, que estará se realizando neste mês de novembro na cidade de Santa Cruz do Sul.

O Enartreúne o que de melhor existe nas tradições gaúchas, nas mais diversas modalidades artísticas, envolvendo mais de 460 inscrições em todas as provas do evento.

É a nata do movimento tradicionalista que estará se reunindo em três dias na cidade de Santa Cruz do Sul, gaúchos e gaúchas dos mais distantes rincões deste Rio Grande do Sul, estarão trazendo o que de melhor existe dentro das Entidades Tradicionalista na dança, na gaita, declamação, violão, na chula, …

Mas, nesta integração das Entidades que o Enart proporciona a cada ano no coração de cada gaúcho sentimos uma grande ausência.

GRANDE AUSÊNCIA? Sim.Grande ausência na participação de integrantes da 18ª Região Tradicionalista, uma Região Tradicionalista que abrange quase toda a Região da Campanha do Rio Grande do Sul, com municípios considerados dos “mais gaúchos” deste chão sulino como Bagé, Livramento, São Gabriel, Caçapava do Sul,…

Por que da grande ausência? Não estamos dizendo que a 18ª RT não estará participando do Enart 2015, estará sim, mas a grande ausência é da pouca participação de integrantes da Região na Fase Final do Enart em Santa Cruz do Sul, pois das mais de 460 inscrições nas mais diversas provas que estarão se realizando no Enart a nossa 18ª Região Tradicionalista terá apenas 20 concorrentes nesta final.

Cidades como Bagé e São Gabriel não terão representantes na final do Enart. O que está acontecendo? Será pouca participação das Entidades Tradicionalista? Diminuiu o nível dos concorrentes destas cidades e das demais da Região? Desinteresse?

É de se refletir sobre este ponto, pois esperávamos ver os talentos de Bagé e São Gabriel aliados aos 20 que estarão na cidade de Santa Cruz, bem como os participantes das demais cidades da 18ª RT, defendendo com brilhantismo a “Sentinela da Paz”, mas não será desta vez, pois nas Danças Tradicionais, por exemplo, somente um grupo estará participando dentre os quarenta da Força A e outro grupo dentre os quarenta da força B. E os demais grupos das Entidades da Região, por que não estão participando?

Sabemos sim, das dificuldades que se impõe em nossa sociedade, principalmente financeira, onde hoje em dia tudo que for se realizar precisa-se de dinheiro, e nossa sociedade está passando por dificuldades e em nosso Movimento Tradicionalista não é diferente.

Gastos ocorrem em qualquer ação que se for realizar, na preparação dos concorrentes, na indumentária, no deslocamento, na alimentação, no alojamento, enfim em todos os aspectos que envolvem a participação do candidato gera gastos financeiros e talvez, este seja um dos principais aspectos e pontos sobre a pouca participação da nossa 18ª Região Tradicionalista no Enart, pois além destes gastos citados, a distância não só entre as cidades da 18ª RT como a distância para os demais centros deste Rio Grande do Sul, pode ser um fator preponderantemente desta pouca participação.

Se individualmente está muito difícil, o que deixamos para um Grupo de Danças que envolvem pelo menos 40 integrantes, entre peões e prendas, conjunto vocal, e grupo de apoio.

Mas algo deve ser feito. Soluções deverão encontrar.Nossa Região Tradicionalista é uma das mais gaúchas deste Rio Grande do Sul e merece ser representada não só por estes 20 guerreiros que estarão em Santa Cruz do Sul, mas por um hall de outros grandes talentos que se encontram dentro das Entidades Tradicionalistas da 18ª RT.

Buscar a valorização, o incentivo, o aprimoramento das habilidades de cada um, primeiramente dentro de cada entidade, depois por parte da nossa Região Tradicionalista, para que assim possamos estar de igual para igual com outras regiões do Estado participando com um número bem maior, tanto nas provas individuais como nas danças Tradicionais, poderá ser uma saída.

Esperamos que nossa coluna desta semana seja um momento de reflexão, de análise e que conseguirmos chegar aumentar, se possível, consideravelmente à participação de nossa 18ª Região Tradicionalista no Enart de 2016, pois temos um celeiro de grandes talentos espalhados em todas as cidades que compõe nossa região e merecem ser incentivados a participar.

Vamos refletir, nos unir e nos integrar cada vez mais para colocar a Sentinela da Paz dentre as principais representações no Enart, pois talento e potencial existe em nossa região e somos sabedores que podemos estar participando deste evento com grande número de participantes.

Vejamos a seguir a ordem de apresentação das provas do Enart 2015 (extraída do blog do Rogério Bastos):

Assim nos despedimos de mais um encontro semanal, na certeza que nossa coluna semanal proporcionasse a cada gaúcho uma análise sobre a participação de nossa 18ª RT no Enart 2015, onde mais uma vez agradecemos a cada um de vocês por estar aqui nesta Prosa com o Ratinho Chaves.

“Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”.

Sobre Leandro Chaves

Leandro Chaves
Professor e Tradicionalista. Filho de Italmir Maldonado Chaves (in memoriam) e Ana Maria Castro Chaves. Exerceu diversas funções em Entidades Tradicionalistas de São Gabriel; foi Sota-Capataz e Tesoureiro da 18ª Região Tradicionalista. Atualmente integra o Departamento Social do CTG Tarumã. É o idealizador do Mennatchê, um evento tradicionalista realizado no mês de Setembro, dentro de uma Escola Pública, que tem como objetivo cultuar as tradições do RS.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Caçapavano ganha reconhecimento do MTG por atividades tradicionalistas

Na última sexta-feira (01/12) o Caçapavano Lucas Mota recebeu uma homenagem em reconhecimento aos serviços ...