quarta-feira, 17 Janeiro 2018
Capa » ARTÍSTICA & CULTURAL » Impasse compromete realização do ENART, há menos de um mês do evento

Impasse compromete realização do ENART, há menos de um mês do evento

Com apenas R$ 65 mil reais repassados pela Prefeitura de Santa Cruz do Sul para o Movimento Tradicionalista Gaúcho neste ano, em vista dos mais de R$ 200 mil do ano passado e de anos anteriores, o ENART – Encontro de Arte e Tradição Gaúcha, que acontece anualmente no Parque da Oktoberfest no mês de novembro, poderá não se realizar em 2016 naquele município e corre o risco de infraestrutura no evento que acontecerá em menos de um mês.

O impasse foi formado entre a Associação Tradicionalista Santa-cruzense e o Movimento Tradicionalista Gaúcho, representado pela 5ª Região Tradicionalista, em vista da destinação de verba para despesas de pessoal dos colaboradores. O Coordenador da 5ª Região Tradicionalista, Luiz Clóvis Vieira diz que poderá haver sérios problemas já na realização do evento neste ano, se não houver a participação da ATS com seus colaboradores. No ano passado, o MTG destinou R$ 2,5 mil para cada entidade da ATS. Neste ano, a pedida é de R$ 3 mil e o valor oferecido até ontem chegou a R$ 2.250, ou seja, abaixo do que foi pago em 2014. O dinheiro é utilizado para despesas de alimentação e combustível para os colaboradores. A ATS, representada pelo presidente Geraldo da Silva, abriga sete Centros de Tradições Gaúchas.

“É um transtorno enorme. Teríamos que incorporar os voluntários solicitados pelo MTG aos já preparados pelas entidades de Santa Cruz. A ideia seria buscar auxilio em outras regiões. No final da reunião ofereci R$ 2,5 mil, mas o presidente da ATS não quis conversar”, disse Vieira ao repórter Adriano Muller Júnior, da Rádio Gazeta de Santa Cruz do Sul. Vieira prometeu convocar nova reunião com o presidente Geraldo ainda para esta quarta-feira para tentar solucionar o impasse.

Conforme a reportagem da emissora, para 2016 a permanência em santa Cruz é incerta. “Nesse ano o evento será feito da maneira que der. Mas para o ano que vem ele corre o risco de sair de Santa Cruz. No último Encontro de Patrões foi aberta licitação para ver quem quer fazer o Enart em 2016. Isso nunca aconteceu. Nunca foi aberto o evento para propostas”, disse Luiz Clóvis Vieira à reportagem.

Com a redução nos recursos públicos, o MTG já definiu o valor dos ingressos para o público nos dias do evento, majorando em mais de 100% em relação aos praticados no ano passado. Será cobrado R$ 15 reais por dia par cada espectador, R$ 7, para meia entrada de estudantes, crianças e idosos e o passaporte por três dias custará R$ 40,00.

Fonte: Rádio Planalto.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Apresentação temática da Semana Farroupilha está confirmada para próxima segunda

Mesmo diante de todos os entraves e dificuldades financeiras que colocaram em risco a realização ...