terça-feira, 23 outubro 2018
Capa » ARTÍSTICA & CULTURAL » Impasse entre ATS e MTG pode inviabilizar o Enart

Impasse entre ATS e MTG pode inviabilizar o Enart

Faltando menos de um mês para o Enart acontecer em Santa Cruz do Sul, um impasse entre a Associação Tradicionalista Santa-cruzense e o Movimento Tradicionalista Gaúcho pode comprometer a realização do evento, que chega a 30ª edição neste ano. Ou até fazer com que o MTG retire o festival de Santa Cruz em 2016.

O problema é financeiro. Enquanto a ATS quer 3 mil reais por entidade para disponibilizar mão-de-bra para o festival, que acontece no Parque da Oktoberfest, o MTG oferece R$ 2 mil 250 reais. Esse valor 50% superior ao que foi repassado no ano passado.

O dinheiro é para custeio de itens como alimentação e combustível. Em uma reunião marcada pela tensão nesta terça-feira, a ATS rejeitou a proposta apresentada. A ATS é filiada a 5ª Região Tradicionalista.

Nesta quarta-feira, o presidente da 5ª região, Luiz Clóvis Vieira, declarou, durante entrevista à rádio Gazeta, que sem a ATS, que possui conhecimento prático, o Enart fica até ameaçado de acontecer.

“Não é viável, não que não tenha como, mas é um transtorno enorme. Mesmo os voluntários teriam o nosso apoio, seriam incorporados a outras entidades, para aprender, como fazer o serviço. Se a nossa entidade não está, fica muito difícil. Ontem quando o presidente saiu nós dissemos: vai ser difícil. Porque estamos a um mês do evento”, adverte.

A situação é tão delicada que a 5ª Região, a pedido do MTG convocou uma reunião extraordinária. A intenção é buscar voluntários de outros municípios. Vieira, no entanto, quer voltar a conversar com o presidente da ATS.

Adriano Júnior
adriano@gazetaam.com.br

Foto: Rodrigo Assmann

Fonte: Rádio Gazeta AM

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Caçapavano ganha reconhecimento do MTG por atividades tradicionalistas

Na última sexta-feira (01/12) o Caçapavano Lucas Mota recebeu uma homenagem em reconhecimento aos serviços ...