Capa » PROSEANDO » O Jovem Tradicionalista é mais que o futuro, ele se destaca por fazer existir o presente do Movimento Tradicionalista Gaúcho

O Jovem Tradicionalista é mais que o futuro, ele se destaca por fazer existir o presente do Movimento Tradicionalista Gaúcho

JOVEM TRADICIONALISTA

Hoje, 5 de setembro, comemoramos anualmente o dia do Jovem Tradicionalista, dia daqueles que lutam e defendem de peito aberto as riquezas do povo heroico e bravo deste Rio Grande. Este dia é comemorado desde o 36° Congresso Tradicionalista Gaúcho, ocorrido no ano de 1991, na cidade de Júlio de Castilhos, no CTG de mesmo nome, onde o jovem Luis Henrique, do CTG Tiarayú, levou a frente a proposição para criação de tal data comemorativa relembrando os fatos de 47.

O Jovem Tradicionalista exerce importante papel na manutenção do Movimento, estando ativamente presente nos rumos traçados em torno do tradicionalismo. Hoje, o jovem é papel fundamental para um movimento cada vez mais forte e aguerrido, pois, está mantendo viva a chama acesa pelos primeiros jovens que levavam a frente seus ideais no ano de 1947.

A data de 5 de setembro de tal ano é marco nos primórdios do Movimento Tradicionalista Organizado. Isto porque, nesta data, Porto Alegre fez homenagem aos restos mortais do herói farroupilha David Canabarro, os quais encontravam-se em Sant’Ana do Livramento e seriam traslados durante as atividades alusivas da semana da pátria em tal ano. João Carlos D’Avila Paixão Cortes, recebendo a proposta da Liga de Defesa Nacional e fazer guarda de honra de gaúchos tipicamente pichados e montados a cavalo para homenagem ao herói farroupilha, sai à procura de voluntários que, como ele, querem reviver a cultura do povo gaúcho que se encontrava visivelmente esquecida perante outras manifestações culturais. Assim, em 5 de setembro do ano de 1947, Paixão Cortes e mais sete companheiros montam a cavalo e saem ao longo da Avenida Farrapos até a praça da Alfândega em Porto Alegre.

O grupo marcado na história, como após conhecido Grupo dos Oito, é considerado um dos pioneiros do Movimento. Foram jovens, de na época 19 e 20 anos, que ergueram a cabeça em um ato de coragem para desfilar na avenida da capital. Foram oito jovens bravos e de almas nobres que em defesa da tradição do homem a cavalo e da pilcha gaúcha, prestaram este ato em homenagem a David Canabarro, mais que isto, reacenderam a chama adormecida no espírito do povo sulino.

Por isto hoje, em 5 de setembro, relembramos estes jovens e defendemos que os jovens do movimento atual comungam dos mesmos ideais na luta pela defesa da tradição rio-grandense e levam estampado no peito o orgulho e o amor por este chão, tentando sempre fazer cada vez mais pela história, cultura e identidade do povo Gaúcho.

Parabéns Jovem Tradicionalista, hoje é teu dia militante da tradição!

(Matéria extraída doMTGRS)

“Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”.

Sobre Leandro Chaves

Leandro Chaves
Professor e Tradicionalista. Filho de Italmir Maldonado Chaves (in memoriam) e Ana Maria Castro Chaves. Exerceu diversas funções em Entidades Tradicionalistas de São Gabriel; foi Sota-Capataz e Tesoureiro da 18ª Região Tradicionalista. Atualmente integra o Departamento Social do CTG Tarumã. É o idealizador do Mennatchê, um evento tradicionalista realizado no mês de Setembro, dentro de uma Escola Pública, que tem como objetivo cultuar as tradições do RS.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Dispensa da GTA para eventos locais vai facilitar a participação dos tradicionalistas

“O que está acontecendo é a desburocratização relacionada aos exames. Todos os eventos que forem ...