Capa » PROSEANDO » O Jovem Tradicionalista é mais que o futuro, ele se destaca por fazer existir o presente do Movimento Tradicionalista Gaúcho

O Jovem Tradicionalista é mais que o futuro, ele se destaca por fazer existir o presente do Movimento Tradicionalista Gaúcho

JOVEM TRADICIONALISTA

Hoje, 5 de setembro, comemoramos anualmente o dia do Jovem Tradicionalista, dia daqueles que lutam e defendem de peito aberto as riquezas do povo heroico e bravo deste Rio Grande. Este dia é comemorado desde o 36° Congresso Tradicionalista Gaúcho, ocorrido no ano de 1991, na cidade de Júlio de Castilhos, no CTG de mesmo nome, onde o jovem Luis Henrique, do CTG Tiarayú, levou a frente a proposição para criação de tal data comemorativa relembrando os fatos de 47.

O Jovem Tradicionalista exerce importante papel na manutenção do Movimento, estando ativamente presente nos rumos traçados em torno do tradicionalismo. Hoje, o jovem é papel fundamental para um movimento cada vez mais forte e aguerrido, pois, está mantendo viva a chama acesa pelos primeiros jovens que levavam a frente seus ideais no ano de 1947.

A data de 5 de setembro de tal ano é marco nos primórdios do Movimento Tradicionalista Organizado. Isto porque, nesta data, Porto Alegre fez homenagem aos restos mortais do herói farroupilha David Canabarro, os quais encontravam-se em Sant’Ana do Livramento e seriam traslados durante as atividades alusivas da semana da pátria em tal ano. João Carlos D’Avila Paixão Cortes, recebendo a proposta da Liga de Defesa Nacional e fazer guarda de honra de gaúchos tipicamente pichados e montados a cavalo para homenagem ao herói farroupilha, sai à procura de voluntários que, como ele, querem reviver a cultura do povo gaúcho que se encontrava visivelmente esquecida perante outras manifestações culturais. Assim, em 5 de setembro do ano de 1947, Paixão Cortes e mais sete companheiros montam a cavalo e saem ao longo da Avenida Farrapos até a praça da Alfândega em Porto Alegre.

O grupo marcado na história, como após conhecido Grupo dos Oito, é considerado um dos pioneiros do Movimento. Foram jovens, de na época 19 e 20 anos, que ergueram a cabeça em um ato de coragem para desfilar na avenida da capital. Foram oito jovens bravos e de almas nobres que em defesa da tradição do homem a cavalo e da pilcha gaúcha, prestaram este ato em homenagem a David Canabarro, mais que isto, reacenderam a chama adormecida no espírito do povo sulino.

Por isto hoje, em 5 de setembro, relembramos estes jovens e defendemos que os jovens do movimento atual comungam dos mesmos ideais na luta pela defesa da tradição rio-grandense e levam estampado no peito o orgulho e o amor por este chão, tentando sempre fazer cada vez mais pela história, cultura e identidade do povo Gaúcho.

Parabéns Jovem Tradicionalista, hoje é teu dia militante da tradição!

(Matéria extraída doMTGRS)

“Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”.

Sobre Leandro Chaves

Leandro Chaves
Professor e Tradicionalista. Filho de Italmir Maldonado Chaves (in memoriam) e Ana Maria Castro Chaves. Exerceu diversas funções em Entidades Tradicionalistas de São Gabriel; foi Sota-Capataz e Tesoureiro da 18ª Região Tradicionalista. Atualmente integra o Departamento Social do CTG Tarumã. É o idealizador do Mennatchê, um evento tradicionalista realizado no mês de Setembro, dentro de uma Escola Pública, que tem como objetivo cultuar as tradições do RS.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Piquete inova e conquista concurso com prato a base de peixe

Piquete 345: Desgarrados da República, do bairro Partenon, saiu do convencional e venceu o concurso. ...