segunda-feira, 19 Fevereiro 2018
Capa » PROSEANDO » Olá amigos tradicionalistas

Olá amigos tradicionalistas

A partir de hoje estaremos nos encontrando duas vezes por mês num grande desafio que teremos por diante, pois além de falarmos sobre o Tradicionalismo em geral, estaremos proseando sobre as entidades tradicionalistas de São Gabriel, em um primeiro momento.

Sou Sérgio Caiubi de Andrade Silveira – BAIANO – nascido em São Gabriel a 02 de novembro de 1963, o sexto dos oito filhos de Francisco Silveira e Maria Inês de Andrade Silveira. Casado com Rosimere Silva Silveria temos  três filhas:  Tamara que é casada com Bruno Koch, Elizabeth, Livia e uma neta, Julia hoje com cinco anos. Tenho como formação técnico em contabilidade, bacharel em ciências econômicas e bacharel e ciências jurídicas. Exerço a profissão de advogado há mais de 17 anos.

Me tornei admirador das tradições de nosso pago através de meu pai e de meus irmãos. Meu pai participou de entidades tais como Piquete Lenços Brancos, CTG Lenços Brancos do Bom Fim este – como fundador e elaborador do Estatuto Social, Piquete Lenço Verde do 9º RCB, sendo também fundador, CTG Tarumã – Participou também na Reforma do Estatuto Social e sendo Agregado da Guaiaca por várias Patronagens  e CTG Caiboaté.

Minha irmã mais velha, Neiva, foi primeira prenda do CTG Lenços Brancos do Bom Fim que naquela época além da Primeira Prenda, também tinha a Chinoca Farroupilha e a Flor do Pago, nomenclaturas hoje em desuso.

Meus irmãos,  Neiva, Arataú e Luzardo, no final dos anos 60 e início dos anos 70, dançaram na invernada do CTG Lenços Brancos do Bom Fim. Vicente e Glenio, por volta de 73 passaram a dançar na invernada no então CTG Taba Queimada que foi um dos pioneiros em inserir crianças e adolescentes no meio tradicionalista.  Além das danças tradicionais, eram exímios chuleadores, fazendo inclusive apresentação na antiga TV Imembui em Santa Maria. Animavam eventos, dançando e declamando poesias assim como o “velho” Chico hoje com 82 anos, fazia e ainda faz para os mais chegados, declamando Tio Anastácio, sem esquecer nenhuma estrofe.

Nos anos 80 durante o curso de Ciências Econômicas, adaptamos dentro da extinta FESG a realização de atividades voltadas as tradições gaúchas, principalmente na semana farroupilha tais como concurso de declamação, cantos etc… Só sabia uma poesia e com ela me sagrei campeão por duas oportunidades, representando a FESG em Olimpíadas Universitárias, nas cidades de Alegrete e São Borja.

Em 1987 conheci, dentro do CTG Lenços Brancos do Bom Fim, minha esposa Rosimere Silva Silveira, que na época era Primeira Prenda do CTG e da Cidade de São Gabriel.

Em 1991, a convite do saudoso Edson Marinho de Godoy e de meu amigo e compadre Edson Luiz, para participarmos da fundação do PTG Querência do pai Quati da localidade de Catuçaba, onde tivemos a honra e a satisfação de sermos o primeiro Sota Capataz daquela entidade.

Em 1992, com Delmar Machado, Coordenador da CTM fomos escolhidos para ser Secretario Geral, cargo que não existe mais. Na CTM, ocupamos os cargos de Primeiro e Segundo Sota Capataz, Primeiro e Segundo Agregado da Guaiaca, Conselheiro e Capataz.

Em 1993, numa das mais acirradas eleições do CTG Lenços Brancos do Bom Fim, vencemos, por uma diferença de 25 votos, onde no ano de 1995, conseguimos além de eleger mais uma Prenda da cidade, minha sobrinha Danielly, conseguimos ficar em 4º lugar na Reculuta Municipal. Talvez a melhor colocação até hoje.

Após um período um pouco afastado das lidas tradicionalistas, fomos convidados a participar do Grupo Os Chirús do CTG Tarumã, onde desde 1997 participamos ativamente, fazendo apresentações artísticas em eventos como: Porto Feliz e Olimpia no Estado de  São Paulo; União da Vitória no Paraná, CTG Tiarayu em Porto Alegre, Santana do Livramento, Rosário do Sul entre outras e nos CTG Caiboaté e Tarumã em diversas oportunidades.

Em 2006 procurado por um grupo de associados do CTG Tarumã, numa situação em que já tinha passado o período eleitoral e não houve inscrição de chapas, passando então a ser administrado pelo Conselho de Vaqueanos, chamaram nova eleição e também não houve interessados. Fomos convencidos e nos colocamos a disposição e tivemos a satisfação de sermos reconhecidos pelo MTG como a segunda melhor Festa Campeira do Estado, fazendo com que o Rodeio Internacional do Mercosul ficasse cada vez maior.

Com o propósito de prosear sobre um pouco do tradicionalismo que vivenciei e vivo me despeço desta edição dizendo que é um privilégio estar com vocês, deixando um Cinchado Quebra-Costelas e até a próxima, querendo nosso pai Celestial.

Sobre Sergio Caiubi

Sergio Caiubi
Formado em Técnico em Contabilidade, Bacharel em Ciências Econômicas e Bacharel em Ciências Jurídicas. Advogado há mais de 17 anos. Foi do Centro de Tradições Gaúchas Tarumã.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Feliz Ano Novo …

Foi muito bom!!! Muito Bom mesmo, contar sempre com a tua amizade, durante o ano ...