quarta-feira, 21 novembro 2018
Capa » PROSEANDO » Saudade do meu velho

Saudade do meu velho

Quanta saudade!

11116511_802283979867018_6837409851114438728_nHá cinco anos, no dia 19 DE ABRIL de 2010, o Patrão da Estância Celestial te chamou para uma nova missão. E a cada amanhecer sentimos uma imensa saudade. A cada chimarrão um vazio em nosso coração, pois o silêncio de tua falta nos faz lembrar do grande Esposo, Pai, Vô, amigo e tradicionalista que você foi.

Faz-nos lembrar da pessoa simples, humilde e honesta que tu foste, do carinho, ensinamentos e conselhos que você nos dava, pois naquele momento, às vezes para nós não era tão importante, mas hoje vimos o quanto é grandioso as suas palavras para nossa vida.

Com você meu velho aprendi ser humilde, ser homem, pai de família, responsável e dedicado a cada objetivo a mim proposto. Você me ensinou a respeitar, para que seja respeitado, ser amigo das pessoas, ser simples e sempre estar ao lado da verdade.

Com tua pilcha gaúcha me ensinou a trilhar no Movimento Tradicionalista, ser tradicionalista e por mais duro que seja estar ao lado das coisas certas, pois a maldade só reponta nos fracos e por natureza esses já são derrotados.

Meu velho, quanta saudade de ti, que me ensinou a pedir desculpa quanto estiver errado; perdoar o ser humano para quando errar ser perdoado. Você meu velho me ensinou a trabalhar com responsabilidade, fazer o que a nossa consciência manda, pois o homem é aquilo que ele é e, não o que as pessoas pensam.

Tua falta me faz lembrar dos ensinamentos deixados por ti, onde sempre nos disse que a derrota nos traz a lição; nas vitórias, ser simples e não tentar humilhar os perdedores, pois a vida é um jogo que não tem empate, somente a vitória e a derrota, hoje podemos ser vencedor e no amanhã perder o jogo.

Você meu velho, que durante toda sua vida entre nós, se doou por inteiro e renunciou aos seus sonhos, muitas vezes, para que, pudesse realizar os nossos. Pela longa espera, apreensão e compreensão durante tuas e nossas viagens e ausências de nossa casa; Pelos ensinamentos e pelos “puxões” de orelha, mesmo sem nelas tocar, não bastaria eute dizer MUITO OBRIGADO!

Hoje nos resta à saudade, os conselhos e ensinamentos, de um homem que por sua vida nos ensinou a ter compromisso, responsabilidade, ser trabalhador e ter humildade, e jamais pisar ou querer passar por cima de uma pessoa, e sim, ajuda-la.

A VOCÊ, por natureza, por opção e amor, se dedicou com muito suor e dificuldade para colocar o pão de cada dia em nossa mesa. Não existem palavras para te agradecer, onde VOCÊ estiver, e de coração, por tudo isso que fizeste por nós.

Muitos, inclusive eu, conhecem Deus como uma fonte de “Energia”, mas eu tive o privilégio de conhecê-lo, como MEU PAI.

PAI, você sempre estará presente em mim, em minha vida, em meu coração, em meu pensamento,…

E hoje,… MEU PAI,VOCÊ é minha fonte de SAUDADE.

“Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”.

Sobre Leandro Chaves

Leandro Chaves
Professor e Tradicionalista. Filho de Italmir Maldonado Chaves (in memoriam) e Ana Maria Castro Chaves. Exerceu diversas funções em Entidades Tradicionalistas de São Gabriel; foi Sota-Capataz e Tesoureiro da 18ª Região Tradicionalista. Atualmente integra o Departamento Social do CTG Tarumã. É o idealizador do Mennatchê, um evento tradicionalista realizado no mês de Setembro, dentro de uma Escola Pública, que tem como objetivo cultuar as tradições do RS.

BOMBEIA TAMBÉM, TCHÊ!

Feliz Ano Novo …

Foi muito bom!!! Muito Bom mesmo, contar sempre com a tua amizade, durante o ano ...